Friday, August 5, 2011

IOGURTE GREGO (Feito em casa, a partir do zero!)

05 Ago 2011

Read in ENGLISH



Iogurte Grego nada mais é que nossa conhecida coalhada seca, um iogurte mais denso, cremoso e delicioso. Eu já andava querendo experimentar fazê-lo há bastante tempo, no entanto, esta não é a minha primeira vez fazendo iogurte caseiro. Já fiz várias vezes, algumas bem sucedidas, outras nem tanto, seja porque não ficou espesso o suficiente ou porque ficou ácido demais. Bom, desta vez, pesquisei bastante e descobri que havia alguns quesitos que eu não seguia a risca sempre. Portanto, considero este, um novo começo no que diz respeito ao iogurte caseiro, afinal de contas, um iogurte grego bem feito começa com um bom iogurte, pra começo de conversa :o)


Nas minhas pesquisas, li muitos artigos sobre o assunto, mas o que mais me agradou pela riqueza de detalhes foi o blog  Salad in a Jar da Paula. Você acredita que ela fez até uma seção de "Problemas e Soluções"? Obrigada, Paula, por compartilhar sua vasta experiência, o que me levou a confeccionar um Iogurte Grego perfeito na primeira tentativa :o)

Não seria justo não mencionar, também, o site WikiHow que contém um passo a passo bem detalhado, além de um vídeo tutorial (em inglês)


Bom, pra começar, comprei uma iogurteira que não requer energia. Nada mais é do que uma garrafona térmica que possui um apoio dentro, onde é colocado um copo com o leite que vai virar iogurte. Por baixo do apoio,  sobra um espaço onde coloca-se água quente para manter o ambiente morno. O apoio não deixa que o copo encoste na água. É interessante, mas você poderá usar qualquer iogurteira, ou até mesmo improvisar uma com uma caixa de isopor. Se você tiver os cuidados necessários, vai virar iogurte do mesmo jeito. Contei isso tudo, porque junto com a iogurteira, veio um sachet com uma mistura que continha leite em pó e os lactobacilos vivos, necessários para fazer o iogurte. A partir deste primeiro iogurte, passei a fazer meus próprios, sempre usando um pouquinho do anterior para fazer o novo. Você poderá usar qualquer iogurte que contenha lactobacilos vivos, de preferência sem adição de açúcar nem químicas. Seguindo as instruções da Paula, este foi o resultado que obtive:



COMO FAZER O IOGURTE:

Ingredientes:

1 litro de leite (integral, semi desnatado ou desnatado) (uso leite pasteurizado)

2 colheres de chá de iogurte grego ou 4 colheres de chá de iogurte natural, em temperatura ambiente, com no máximo 5 dias de fabricado, contendo lactobacilos vivos e que não contenha aditivos como conservantes, corantes, açúcar ou adoçantes (poderá também usar fermento lácteo encontrado em lojas de produtos naturais, seguindo as instruções da embalagem)

Modo de fazer:

Aqueça o leite em fogo brando, mexendo de vez em quando, até que atinja a temperatura de 80°C.

Retire do fogo e deixe amornar até atingir 45°C.

Numa tigelinha, misture as duas colheres de chá de iogurte (ou o fermento lácteo)  com um pouquinho de leite para diluir.

Despeje esta mistura no litro de leite já resfriado a 45°C, mexendo bem para misturar completamente.

Leve à sua iogurteira e siga as instruções do fabricante. A temperatura ideal de incubação é de 38 a 45°C. Sendo assim, se você não tiver uma iogurteira, poderá colocar a vasilha com o leite para descansar dentro de um isopor bem fechado onde tenha sido acrescentado água a 45°C (como um banho-maria). Outra alternativa é enrolar a vasilha em uma tolha e deixar dentro do forno com a lâmpada ligada.
Quando o iogurte estiver firme ( de 6 a 10 horas depois), retire e leve a geladeira para ser consumido como iogurte, ou transforme-o em iogurte grego.

O próximo passo, então, seria transformar aquele iogurte comum em iogurte grego, ou seja, filtrar o excesso de soro, fazendo com que fique mais espesso e cremoso. Evidentemente, vai reduzir bastante o volume: um litro de iogurte rendeu meio litro de iogurte grego. Para isso, usei uma peneira encaixada em um recipiente (o copo do meu processador foi perfeito).


Depois, forrei a peneira com um paninho próprio para fabricar queijos (você pode usar fralda de pano nova, que será usada somente para este fim, ou até mesmo gaze estéril, em várias camadas).


Com uma concha, coloquei o iogurte, cuidadosamente, na peneira forrada.


Tampei e deixei filtrando dentro da geladeira por 3 horas. O soro contém nutrientes e não deve ser jogado fora, ele pode substituir o líquido de várias receitas que levam água ou leite, como bolos,e pães.



Após 3 horas, ficou assim:


Transferi para uma tigela de vidro.


Com um batedor de arame (fouet) , misturei bem e... 


voilá ! Iogurte Grego!


Simples assim!

Sugestão de uso para o soro:



86 comments:

  1. Opa, desta vez o atraso não foi enorme, como no post anterior, rsrs. Eu já fiz iogurte comum (há séculos, com uma receita me passada por um 'japa', colega de trabalho). Mas o grego nunca fiz e fiquei com vontade agora, pois já vi que é facinho, lembra um pouco a ricota, na parte de coar, rsrs. Belo post!

    Beijoca!

    ReplyDelete
  2. Ficou uma delícia!!! Eu Provei e Aprovei com louvor!

    ReplyDelete
  3. Tia, aqui em casa nós adoramos coalhada seca, comemos todo dia de manha. As vezes eu compro, as vezes eu faço, mas sempre escorro em filtro de café. Gostei da ideia da fralda!
    bjos

    ReplyDelete
  4. Olá, meu nome é Barreto e esteve em NYC em janeiro/2012. Eu e minha esposa compramos para o café da manhã um iogurte com granola e frutas que vendia no restaurante do hotel. Porém a textura do iogurte era mais cremoso do que o nosso daqui do Brasil. O sabor não tinha aquele gosto azedo do iogurte natural. Infelizmente não atentei para o que estava escrito na embalagem. Já tentei dessorar o iogurte natural e consegui uma textura e sabor parecidos com a NATA, mas não é bem isso que eu comei. Você teria alguma receita para servi numa taça o iogurte, granola e frutas?

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Barreto, sei exatamente do que vc está falando. Também comi um iogurte desses em um hotel em Paris e fiquei encantada. Cheguei a enviar um e-mail para o hotel, posteriormente, perguntando que produto era aquele. Eles me responderam e me passaram o site do fornecedor (de lá da França mesmo). Visitei o site e a descrição do produto era de iogurte de fato, mas também não tinha nenhuma acidez. Continuei na curiosidade e fico devendo esta receita, mas esteja certo que se um dia eu descobrir, posto aqui no blog sem demora!

      Delete
    2. O nome disso é parfait: http://en.wikipedia.org/wiki/Parfait_%28food%29

      Delete
    3. Também comi este iogurte com granola e frutas em NY e realmente é uma delícia. O nome na embalagem era realmente Yogurt Parfait, como disse o colega aí em cima.

      Delete
  5. Olá, tudo bem?
    Adorei suas dicas para fazer o iogurte grego, apenas uma questão: iogurte grego é o mesmo que coalhada seca,que se come em restaurantes árabes? Obrigada pela resposta e ótima Páscoa para ti!
    Cristina

    ReplyDelete
  6. Olá Cristina, obrigada pela visita. Sim, é o mesmo que coalhada seca. Uma Feliz Páscoa para vc tb!

    ReplyDelete
  7. Vou tentar fazer nessa semana. Obrigado por postar a receita.

    ReplyDelete
  8. Gostei da receita...Costumo fazer Iogurte caseiro, mas o grego nunca tinha experimentado. E pelo que li aqui é bem fácil de fazer. Vou experimentar

    ReplyDelete
  9. Oi! Adorei a receita!!! Poderia dizer qual a marca da sua iogurteira? Adorei o fato de não consumir energia! Obrigada!
    Rita Joana

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Rita,
      A iogurteira que uso é esta: http://bit.ly/f4H8oM
      Não foi comprada no Brasil, mas tem o mesmo princípio da TopTherm que vc encontra aqui. Na falta da iogurteira, vc pode colocar a mistura em um recipiente com tampa e colocar o recipiente dentro de uma caixinha de isopor, funciona muito bem também!
      Obrigada pela visita :o)

      Delete
    2. Fazemos em casa uma receita bem simples, geralmente pela manhã bem cedo, uma vez por semana aquecemos 3 litros leite integral (pode ser caixinha mesmo) depois do leite quase ferver, mantemos no fogão mesmo cuidando para chegar a temperatura que contando até 10 com as mãos abraçadas na leiteira da para segurar sem se queimar, colocamos um iogurte natural comprado (com grego fica mais adociada). cobrimos com tampa, cobrimos com pano prato seco, cobrimos com cobertor no fogão mesmo. deixamos entre 3horas e meia e quatro horas (depende do dia quente ou frio) guardamos na geladeira.

      Delete
  10. Olá renata, td bem?? Eu queria saber qual é a marca da sua iogurteira???? quero comprar uma que alguém já tenha testado e aprovado.

    Obrigada

    bruna

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Bruna,
      Usei esta iogurteira: http://bit.ly/f4H8oM
      Não foi comprada no Brasil, mas tem o mesmo princípio da TopTherm que vc encontra no Brasil. Na falta da iogurteira, vc pode colocar a mistura em um recipiente com tampa e colocar o recipiente dentro de uma caixinha de isopor, funciona perfeitamente!
      Obrigada pela visita :o)

      Delete
  11. eu fiz o iogurte, ficou gostoso e bem suave, porém não ficou durinho como o seu. O meu ficou mais líquido.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá, Renata. Adorei essa ideia de tirar todo o soro, pois fica bem cremoso. Vou tentar fazer esse creme salgado, e utilizar como requeijão...deve ficar uma delícia. Aproveitando, gostaria de responder a pergunta da Heglaé: Você usou leite desnatado? Pois quanto maior a quantidade de gordura presente no leite, mais durinho vai ficar o iogurte. Você encontra uma explicação mais completa sobre a consistência do iogurte no meu blog: http://www.estudarsaude.com/2013/02/o-segredo-da-receita-de-iogurte.html

      Delete
    2. Olá Beatriz,
      De fato, se deixar o iogurte dessorar por mais tempo vai virar algo parecido com cream cheese, e deve ser muito delicioso sim! Obrigada pela dica e por responder a dúvida da Heglaé :o)

      Delete
  12. Olá!!! Como medir essa temperatura!!! Vou ter q comprar termometro especial pra cozinha?! Qual iogurte q vc usou!! Obrigada!! :D

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Viviane, obrigada pela visita. Esta temperatura é morna, mas isso varia muito de pessoa para pessoa. O que é morno para mim pode ser quase frio pra vc e vice versa, então o ideal é que vc use um termômetro culinário. Desta forma você assegura que seu iogurte nunca vai dar errado. Eu usei fermento lácteo que você encontra em loja de produtos naturais, mas se quiser pode usar iogurte natural desses que vendem em supermercado, desde que não contenham açucar nem corantes nem flavorizantes na fórmula. A partir daí, use seu próprio iogurte para fazer o próximo, desde que não ultrapasse 5 dias de fabricado. Espero ter esclarecido suas dúvidas.

      Delete
  13. Adorei essa receita, vou tentar fazer, obrigada.

    ReplyDelete
  14. Estive na Grécia em 2009 e tomava diariamente no café dos hoteis o iogurte (que NÃO vem em embalagens industrializadas), ele é apresentado no buffet em grandes tigelas - absolutamente delicioso, e sem nenhuma acidez. Pelo que sei, ele é fabricado artesanalmente e com leite de CABRA ou de OVELHA, como o queijo FETA. Não sei se esse tipo de leite faz muiiita diferença no gosto final do iogurte. Mas o iogurte que comi em vários locais da Grecia é unico!Mas, como estamos no Brasil e leite de cabra ou de ovelha são raros e caríssimos o jeito é fazer como leite de vaca! Sua receita é muito boa! Parabéns

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ana Lucia, obrigada pela visita e pelas informações adicionais a respeito do iogurte grego. Fico feliz por vc ter aprovado a minha receita depois de ter provado o verdadeiro! :o)

      Delete
  15. Eu comi algo parecido em Sorocaba. Ou teria sido em Santa Bárbaro do Oeste?

    ReplyDelete
  16. Muito obrigado pela dica; eu tenho feito o iogurte comum em casa, que também fica bom, mas o iogurte grego ou coalhada seca, é incomparável. Vou fazer no fim de semana... Brigaduuuuuuu... Depois eu digo se ficou bom (mas acho que vai ficar, sim...)

    ReplyDelete
  17. Muito boas suas explicações, adorei seu blog. Uma dica: para o iogurte render mais, ficar mais firme e menos ácido, utilize leite fresco pasteurizado e adicione 2 colheres de sopa de leite em pó para cada litro de leite. Ah, e se for utilizar iogurte pronto como base, utilize um iogurte que não seja cremoso. Quanto à coalhada, não é o mesmo que iogurte grego, a colhada é feita adicionando-se suco de limão ao leite e coando como o iogurte grego.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Grega. Obrigada pela visita e pelas dicas. A coalhada a que me refiro é a seca, que nada mais é do que o iogurte coado.
      Sugiro a leitura da definição de Iogurte Grego (também chamado de Labneh, queijo iogurte, labaneh, dahi, ou "coalhada seca") pela Wikipedia através do link abaixo:
      http://bit.ly/PRHWAY

      Delete
  18. Seguinte...
    A coalhada seca é bem ácida, não tem nada a ver com iogurte grego. O iogurte grego de verdade, tem consistencia de um cream cheese, cremoso, sem o azedo dos iogurtes ou coalhadas daqui.
    Vigor e Nestle tentaram fazer o iogurte grego, mas não chegam nem no chinelo do iogurte grego do exterior. Quem tiver oportunidade e viajar para New York, Chicago ou Washington... prove o verdadeiro iogurte grego. Voces irão amar. Na Europa tambem tem. Beijos a todos.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Denise. Obrigada pela visita.
      Sugiro a leitura da definição de Iogurte Grego (também chamado de Labneh, queijo iogurte, labaneh, dahi, ou "coalhada seca") pela Wikipedia através do link abaixo:
      http://bit.ly/PRHWAY
      Quanto ao industrializado, ainda não experimentei.

      Delete
  19. Hoje no mercado provei o iogurte grego, adorei parece um creme corri para casa e lembrei deste post. Já havia feito só não sabia o nome, e usei um truque meu: sabe aquele coador de papel com suporte, pois é ponha o iogurte nele que fica maravilhoso sem precisar da peneira com pano.
    BJU, para vc adoro sua receitas.

    ReplyDelete
  20. Olá! Tendo KEFIR na sua casa, vc não precisa comprar o iogurte ṕara fz o seu iogurte grego. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Kefir) popularmente conhecido como Bichinho do Iogurte. São lactobacilos e leveduras que vc mesmo cultiva na sua casa
    Eles não são vendidos, os grãos são passados de mão em mão como há muitos séculos, nós doamos, temos mais de 130 doadores pelo Brasil, caso precise pedir remessa, vc só envia o selo(3) e 1 envelope ao doador, esse é o custo, só isso!
    Mantenha essa tradição e peça o seu.
    Abraços,
    Yuki

    ReplyDelete
    Replies
    1. No Mercado Público de Porto Alegre há pelos menos três lojas que vendem os grãos de Kefir.

      Abraço,

      Delete
  21. Eu faço esso há anos e garanto q vc está certa pois já comi vários iogurte na Grécia mesmo. Posso dizer que esses que tem aqui no mercado brasileiro estão longe de ser o Grego e longe se serem tão saudáveis quanto este q vc ensinou.

    ReplyDelete
  22. Adorei as dicas e vou experimentar.
    Por isto quero agradecer a sua generosidade em partilhar, ideias simples e funcionais.
    Um forte abraço!

    ReplyDelete
  23. OI, sempre passo por aqui, leio, sigo seu blog já a algum tempo, ja fiz algumas de suas receitas, mas esta aqui vc me enlouqueceu de alegria, porque amo iogurte grego e é muito caro, um potinho. Nunca havia escrito a vc, mas agora perdi a vergonha (rsrsrsrsrs) e aqui estão minhas singelas palavras, te admiro muito, sua dedicação a gastronomia, a culinária, sua persistência pra que tudo fique certinho e perfeito, também persigo esta perfeição nas minhas receitas e execução, eu te agradeço muito, muito de verdade, pois com seus passo a passos eu ja tirei muitas dúvidas e o que errei, com sua ajuda acertei, um grande abraço, Renata, parabens pelo blog e dedicação.

    ReplyDelete
  24. Olá Renata, sou reflexoterapeuta e como uma boa profissional, pesquiso sobre boas dicas de saúde e amei seu blog, meus parabéns. vou compartilhar algumas receitas suas e também indicar seu blog. bjos.

    ReplyDelete
  25. Essa receita é muito boa. Desde que passei essas últimas férias na Grécia me fartando com os iogurtes maravilhosos de lá procurava por uma receita para que pudesse fazer igual em casa. Pois é simples assim. Não coloquem leite em pó (que não é nada saudável), apenas escorram o soro e com a mexidinha, voilà! Tentei com leite de ovelha e ficou horríííível! O bom foi com leite de vaca mesmo. Ficou idêntico ao que comi na Grécia.

    ReplyDelete
  26. Oi. Gostaria de saber se tem jeito fazer com iogurte comprado no supermercado... obrigada!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Fernanda, tem sim. Use iogurte natural sem açúcar ou adoçantes. Para fazer 1 litro de iogurte nem precisa usar todo o conteúdo do copinho comprado, bastam umas duas colheres de sopa.
      Obrigada pela visita!

      Delete
    2. Luiz Carlos, Divinópolis-MGJan 27, 2013, 11:14:00 AM

      Na verdade, suponho que ela tenha querido saber se pode simplesmente coar o iogurte natural para fazer o grego, em vez de fabricar mais iogurte em casa.

      Delete
    3. Verdade, dupla interpretação rsrs
      Também pode, o iogurte natural comprado em copinhos no supermercado pode ser coado para virar iogurte grego!

      Delete
  27. Onde você encontrou sua iogurteira? Achei interessante a idéia de não usar eletricidade!
    Além da data de fabricação do iogurte matriz, tem outra dica pra evitar que ele fique ácido? Alguma marca específica de iogurte matriz ou leite?

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Rita,
      A iogurteira que uso é esta: http://bit.ly/f4H8oM
      Não foi comprada no Brasil, mas tem o mesmo princípio da TopTherm que vc encontra no Brasil. Na falta da iogurteira, vc pode colocar a mistura em um recipiente com tampa e colocar o recipiente dentro de uma caixinha de isopor, funciona muito bem também!
      Quanto à acidez, quando você faz o iogurte grego, ou seja, retira parte do soro do iogurte comum, a acidez já diminui bastante. O tempo de incubação também influencia, portanto assim que seu iogurte ficar espesso, passe-o para geladeira para cessar o processo, para que não fique muito ácido.
      Obrigada pela visita!

      Delete
  28. Ola:
    Os iogurtes grego que se compram nos supermercados vem adoçados. Este ai não tem que adoçar,ou é costume na Grécia sua utilização sem adoçantes?

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá,
      Embora eu não tenha estado pessoalmente na Grécia (quem sabe um dia....) a informação que tenho, através de pesquisas, é que este iogurte é muito utilizado na culinária salgada também, sendo assim, podemos tirar a conclusão de que não é acrescido de quaisquer substancias adoçantes.

      Delete
  29. Maezinha, vou tentar fazer.. Quem sabe consigo fazer o molho do meu salpicao sem maionese! Realmente os gregos aqui do brasil vem adoçados e nao tem nenhum desnatado.. Entao vou tentar. Nao parece complicado.
    Bjs!

    ReplyDelete
  30. Fica igual o de potinho!

    ReplyDelete
  31. Muito legal seu site. Também gostei de vc citar as fontes de onde obteve as informações. Faço iogurte há um tempo, mas quero tentar o grego agora. Já fazia, segundo o mesmo método, a coalhada seca, pra pratos árabes e fica ótima. Vou fazer o grego agora, que eu adoro. Me disseram que se vc deixar o iogurte por muito tempo na iogurteira, ele fica muito ácido (eu uso isopor e enrolo o pote de leite em coberta de lã). Novamente, parabéns!!!

    ReplyDelete
  32. eu faço iogurte pondo os potinhos num caixa de isopor e ponho duas garrafinhas pet fechadas(de 400 a 600 ml)de água apenas quente,sem ferver até 6 horas ou ficar com a consistência firme.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ótima idéia! O brigada por compartilhar!

      Delete
  33. Iogurte grego é o melhor iogurte que há...parece uma sobremesa...e se misturar frutas ainda melhor......
    gostei de conhecer o seu blog e as suas orientações....

    abraços de MF

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada Filomena, seja bem vinda!

      Delete
  34. Eu já faço iogurte em casa há algum tempo, e uma dica legal que aprendi, desculpem mas não lembro onde, só que foi em um destes programas de tv, é ferver somente 500 ml do leite e misturar + 500 ml em temperatura ambiente para chegar a temperatura ideal. Depois só seguir com a receita. Gostei muito da receita e vou fazer.

    Bjins

    ReplyDelete
  35. ola visitei outros sites e encontrei receitas caseiras de iorgute com lactobacilos onde uma das receitas dizem q é so comprar outro iorgute com lactobacilos no mercantil. Fiz hj minha 1 coalhada ficou bem consistente pq deixei escoar o soro no filtro de papel,ficou bem parecido com iorgute natural vendido nos supermercados.Agora quero aprender como se faz com os lactobacilos.Nao entendi qd colocou na receita 2colheres de iorgute sem corante,conservante açucar pensando bem iorgutes industrializados sempre vao ter corantes ou algum produto quimico para conservar,entao qual vc surgere lembrando q agora quero fazer um q contenha lactobacilos.Aguardo resposta.

    ReplyDelete
  36. ola visitei outros sites e a receita para fazer iogurte com lactobacilos era so comprar um outro tb com lactobacilos no mercantil mas e ai a consistencia sera se vai fkar durinho?Na sua receita diz para comprar iogurte contendo lactobacilos mas a maioria se n vem com corante vem com conservantes ou açucar enfim qual vc sugere q eu compre como base para meu 1 iogurte?Visualisei tb os comentarios e é comum confudir coalhada com iogurte eu msm pensei q era a mesma coisa mas diz q a coalhada mais acida.fiz hj minha 1 coalhada mas estranhei pq demorou muito tempo ate coalhar aproximadamente 13horas,usei como base a coalhada do mercantil pois n tinha o soro.É normal?sera se demorar mui tempo assim aumenta a acidez?aguardo resp.

    ReplyDelete
  37. ola visitei outros sites e encontrei receitas caseiras de iorgute com lactobacilos onde uma das receitas dizem q é so comprar outro iorgute com lactobacilos no mercantil. Fiz hj minha 1 coalhada ficou bem consistente pq deixei escoar o soro no filtro de papel,ficou bem parecido com iorgute natural vendido nos supermercados.Agora quero aprender como se faz com os lactobacilos.Nao entendi qd colocou na receita 2colheres de iorgute sem corante,conservante açucar pensando bem iorgutes industrializados sempre vao ter corantes ou algum produto quimico para conservar,entao qual vc surgere lembrando q agora quero fazer um q contenha lactobacilos.Aguardo resposta.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Feranda,
      Suas dúvidas são as mesmas que a de muita gente, inclusive minha! Muito se escreve a respeito da diferença entre coalhada e iogurte, mas quando se vai ver o modo de fazer das duas, não há diferença. Alguns dizem ser a coalhada aquela feita em casa e iogurte o industrializado, uma é mais ácida do que a outra... e por aí vai. Eu continuo achando que é a mesma coisa. Se um dia eu descobrir alguma diferença virei correndo contar aqui no blog :))
      Até ha algum tempo atrás, o iogurte natural vendido nos supermercados era, de fato, menos acrescido de substancias artificiais, tanto que era considerado um iogurte ralo, só pra quem faz dieta... essas coisas. Agora, você compra este mesmo iogurte e ele vem cremooooooso e, claro, acrescido de espessantes e outros artifícios. Eu evito esse tipo de produto, portanto ainda não fiz iogurte com ele. Na verdade, venho multiplicando meu próprio iogurte ha tempos! Quando preciso reiniciar o processo, uso lactobacilos vivos, também chamado de fermento lacteo comprado em loja de produtos naturais, ou online. Uso este para fazer o primeiro iogurte, e depois separo um pouquinho deste iogurte para fazer o próximo, e assim por diante. Atenção, o iogurte usado para fazer sua nova remessa não deve ter mais do que 5 dias de fabricado. Por este motivo, nunca faço uma quantidade muito grande que demore muito a ser consumida. Preparo iogurte 2 a 3 vezes por semana, um litro de cada vez, que é proporcional ao consumo aqui em casa.
      Espero ter esclarecido sua dúvida :o)

      Delete
  38. Faço sempre iogurte caseiro, mas fica com pouca ou nenhuma acidez. Como faço pra ficar um pouco mais azedinho?

    ReplyDelete
    Replies
    1. Aumentar o tempo de incubação geralmente resulta em um iogurte mais ácido (azedinho).

      Delete
  39. Alguém já experimentou o iogurte "Piá Yos Grego" ?
    Fiz essa receita e ficou muito boa, na segunda vez tentei melhorar ainda mais a consistência adicionando duas colheres de amido de milho e pra minha surpresa o soro não caiu... nem um pingo!
    Não ficou ruim, nem tão azedo, mas ainda não ficou tão cremoso como o Piá Yos Grego.
    Alguém tem uma dica para que fique mais consistente e cremoso ? Li em algum lugar que adicionando leite em pó ajuda.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Kencey,
      Não conhecia Piá Yos Grego. Na minha opinião, a adição do amido descaracteriza o verdadeiro iogurte grego, já que este adquire consistência cremosa através de seu dessoramento e não pela adição de ingredientes espessantes.
      Para que seu iogurte grego fique mais cremoso, deixe-o dessorando por mais tempo. A qualidade do leite também interfere, sendo que o leite integral resulta em um produto mais consistente.

      Delete
    2. Entendi, obrigado, não foi usar amido na próxima, e vou mudando de marca de leite até achar uma que eu goste.

      PS: pode apagar o meu outro post abaixo por favor, pensei que o primeiro não postou e digitei ele todo novamente. XD

      Delete
  40. Muito bom ficou suave sem acidez obrigado

    ReplyDelete
  41. Replies
    1. Certamente! Ainda não tive a oportunidade de experimentar, mas a Yuki (http://kefiralimentoprobiotico.blogspot.com.br) pode te dar todos os detalhes!

      Delete
  42. Olá amiga! Me tiraria uma dúvida?? Por que tem que esquentar o leite a 80° e esperar esfriar a 45°?? Não seria melhor esquentar logo a 45° e pronto?? Estou doida pra tentar esse iogurte caseiro, mas tenho medo de dar errado e perder todo aquele leite.. além do tempo..... Obrigada!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Ana,
      Cientificamente, não sei te explicar o porque. Já li algumas coisas a respeito net afora e um dos motivos é que há algum tempo atrás, quando o leite não era pasteurizado, para que ele durasse um pouco mais, ele tinha que ser fervido antes de qualquer coisa, e mesmo agora, a método tradicional se mantém. Outra teoria é de que esquentando o leite a 80-84 graus as proteínas se "rearrumatm" dando origem a um iogurte mais cremoso e espesso. Embora eu sempre siga esta regra de esquentar o leite a 80-84 graus, pois uso leite pasteurizado (e não UHT), não acho que vá dar errado se pular esta etapa. Como em time que está ganhando não se mexe, vou mantendo o método pois o iogurte produzido tem sido excelente.

      Delete
  43. Olá Renata.
    Parabéns pelas dicas que você colocou em seu site. Minha esposa e eu temos feito iogurte em nossa casa desde que ela comprou uma iogurteira. Sua receita do iogurte grego é excelente! Fizemos com leite pasteurizado e ficou uma delícia.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada! Que bom que gostaram :o)

      Delete

  44. ola, gostaria de agradecer pela receita a melhor ....
    fiz uma vez com outra receita e não tinha dado certo, mais esta ficou maravilhosa.. amei...obrigada...
    Amanda

    ReplyDelete
  45. Olá, amigos.
    Por acaso encontrei este blog que li até ao último e ponho uma questão: o iogurte para ter todas as suas propriedades benéficas para a saúde deve ter algum grau de acidez que é o melhor sinal da fermentação que produziu e conserva os bacilos lactobúlgaros acidóphilus. Se ele tem sabor neutro, pode servir para a refeição mas é pobre no conteúdo dos bacilos.
    Outro pormenor que me parece ser útil é que qualquer iogurte que seja reproduzido a partir de um outro iogurte previamente existente guardando o último do lote para nova reprodução, periodicamente deve interromper-se aquele seguimento para reiniciar com o fermento lácteo porque a cultura dos bacilos vai enfraquecendo e torna-se necessário revitalizá-lo. Outro pormenor é o de que o soro, a parte líquida, deve ser integrado no próprio iogurte porque é uma parte importante para a saúde. E pela minha experiência, sei que a adição do leite em pó no início da preparação do leite, quando se lhe junta o fermento ou o iogurte-semente, isso tornará o novo lote mais cremoso e mais sólido. Nem todos sabemos que o grau de acidez do iogurte varia consoante o tempo que fica a fermentar na iogurteira tendo em conta que no verão necessita de menos tempo para não acidificar de mais.
    Espero ter acrescentado alguma coisa de útil.
    Tudo bom para vocês.
    J. Ferraz

    ReplyDelete
  46. Oi, Renata.
    Estava procurando por receita de sorvete/frozen de iogurte e comecei a pensar se usasse o iogurte grego, não seria melhor. Encontrei a sua receita, e então gostaria de te perguntar se posso usar iogurte grego para fazer sorvete. Pelo fato de ir ao freezer, faria diferença de usar apenas o iogurte natural, ou realmente com o iogurte grego ficaria melhor?!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Line,
      Ainda não fiz sorvete com iogurte tradicional, mas posso te assegurar que o iogurte grego faz um excelente frozen yogurt. Tenho uma receita ligeirinha aqui no blog que pode ser adaptada à vontade. Siga este link:
      http://testadoprovadoeaprovado.blogspot.com/2013/07/frozen-yogurt-morango-desafio-daring.html

      Obrigada pela mensagem :o)

      Delete
  47. Oi Renata tdo bem? seu eu colocar um potinho do grego light tem problema?? ao invés de 2 colheres... Obg. Bjs

    ReplyDelete
  48. Oi Renata, gostaria de saber se em 1 lt posso usar 1 potinho de iogurte grego ou tem q ser 2 colherinhas mesmo? E qual a validade do iogurte? Obg. Bjs

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Maísa,
      Quando eu pesquisava a respeito da confecção de iogurte em casa, aprendi que uma quantidade grande de iogurte no leite a ser fermentado pode atrapalhar. No entanto, conheço várias receitas que usam o potinho inteiro sem problemas. É o caso de ir experimentando até atingir o resultado que mais te agrade. A validade do iogurte caseiro é bem menor do que a do industrializado. Se bem acondicionado em potes de vidro pode durar uma semana, mais ou menos.
      Obrigada pela mensagem!
      Bjsss

      Delete
  49. Olá. Adorei a receita
    Farei , mas gostaria de saber se tem como tomar com soro mesmo?
    tem muita diferença?
    Obrigada desde já

    Raphaela

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Raphaela,
      Se não filtrar o soro, é iogurte natural. Filtrando o soro, vira iogurte grego. Ambos saudáveis e deliciosos. A diferença é basicamente na textura. O iogurte filtrado é mais cremoso.
      Fico feliz que tenha gostado da receita :o)
      Obrigada pela visita!

      Delete
  50. OII tudo bom??
    fiquei com uma duvida aqui, será que é possível fazer usando um litro de leite sem lactose??

    obrigada!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Raissa, vou ficar te devendo essa informação. Nã o sei qual seria o resultado.
      Obrigada pela visita!

      Delete
  51. Uau, acabei de colocar na geladeira para escorrer o soro e estou IMPRESSIONADÍSSIMA com a textura! Parece que coloquei gelatina no leite rs
    Segui sua dica de improvisar uma incubadora com geladeira de isopor e água quente, deu super certo! (tudo bem que primeiro a tigela com o leite escorregou e o isopor tinha uns buracos na base e vazou tudo leite na mesa e no chão, mas ok! kkkkk)
    Mal posso esperar para ter o iogurte pronto sem soro! Adorei as dicas!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Pamela, nada como saber que a textura do iogurte foi obtida através da filtragem e não de espessantes artificiais, não é mesmo? Que legal que deu certo! Obrigada por contar sua experiência :o)

      Delete
  52. Em Creta você pode ver fazer, não leva nada de aditivos, só o iogurte do dia anterior, mas precisa ser feito com leite de OVELHA, leite de vaca não faz iogurte grego.

    ReplyDelete

Devido ao grande número de mensagens de "spam", Testado, Provado & Aprovado não aceita mais comentários anônimos. Desculpem o transtorno.

Due to the large number of spam messages, Testado, Provado & Aprovado no longer accepts anonymous comments. Sorry for the inconvenience.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...