Tuesday

YAKGWA (약과) para celebrar CHUSEOK (추석)

06 Set 2011

Read in ENGLISH



Chuseok é um dos mais importantes feriados aqui na Coreia. A data é móvel, pois baseia-se em ciclos lunares e sempre acontece em dia de lua cheia. No calendário lunar é o 15° dia do 8° mês. Este ano cai no dia 12 de setembro do nosso calendário mas o feriado sempre se estende um dia antes e um dia depois, ou seja, de 11 a 13 de setembro. É uma época em que as famílias se reunem para dar graças aos seus ancestrais pela abundancia nas colheitas. São festividades fartas em comidas típicas coreanas e uma delas me chamou a atenção não só pela delicadeza do seu formato de flor mas também porque é um docinho surpreendentemente gostoso, chamado Yakgwa.


Yakgwa é docinho, meio biscoito, feito com ingredientes comuns na culinária do dia a dia coreano, entre eles, óleo de gergelim, sumo de gengibre, mel e até mesmo pimenta do reino branca. Um pouco estranho para nós ocidentais, mas a combinação de sabores é muito interessante e a textura deste docinho é maravilhosa. Gostei tanto que trago a receita para quem quiser se aventurar.



YAKGWA
(Receita adaptada de "The Suitcase Chef" e International Recipes")

Ingredientes:

Massa:

180g de farinha de trigo ( aproximadamente 3/4 de xícara)
1/4 de colh. de chá de sal
1 pitada de pimenta do reino branca moída
1/4 de colh. de chá de canela em pó
3 colh. de sopa de óleo de gergelim
3 colh. de sopa de mel
2 colh. de sopa de soju (aguardente de arroz, mas creio que possa ser substituído por vodka ou cachaça, embora eu não tenha testado)
2 colh. de sopa de sumo de gengibre
óleo para fritar

Calda:

1 xíc. de açúcar
1 xíc. de água
2 colh. de sopa de mel
1 colh. de chá de sumo de gengibre
1/2 colh. de chá de canela em pó

Modo de fazer:

Comece separando os ingredientes e extraindo o sumo do gengibre. Para isso, use um ralador fino e rale um bom pedaço de gengibre. 


Coloque esta polpa em um pedaço de gaze ou telinha fina e esprema bem para sair o caldo.  Reserve.


Peneire a farinha, o sal, a canela e a pimenta e junte o óleo. Misture. Vai ficar meio empelotado. 


Passe, então, por uma peneira ou use um processador para deixar a mistura homogênea.



Numa vasilha separada, misture o mel, a aguardente e o sumo de gengibre. Acrescente à mistura de farinha e trabalhe a massa com a mão, somente o suficiente para agregar os ingredientes. Esta massa nao deve ser sovada!

Passe a massa para uma bancada e achate-a com as mãos ou batendo levemente com um rolo de massa (evite rolar para que o glúten não se desenvolva, isto alteraria a textura do doce) formando um retângulo. Dobre em 3 como se estivesse dobrando uma carta para ser envelopada. Gire a massa em 90 graus e abra novamente, batendo levemente com o rolo. Dobre novamente em 3. Repita mais um vez e abra a massa numa espessura de meio centímetro ou um pouco mais grossa para os docinhos ficarem mais altos. Desculpem-me, não consegui fotografar estes passos :o/


 Corte no formato que desejar (tradicionalmente são flores) e fure com um garfo.


Coloque uns 4cm de altura de óleo em uma panela média. Acenda o fogo e esquente até atingir 140°C. Se você não tiver um termômetro, tenha em mente que esta fritura é feita lentamente, portanto, o óleo não deve ser muito quente e deve permanecer assim durante toda a fritura, em fogo baixo.

Enquanto o óleo esquenta, coloque o açúcar e a água numa panelinha e leve para ferver por uns 10 minutos até que reduza um pouco mas não chegue a ponto de fio. Desligue o fogo e junte o mel, o sumo de gengibre e a canela. Reserve. 

Frite os docinhos até que fiquem dourados. Em fogo baixo, como deve ser, levará de 10 a 15 minutos.

Retire com uma escumadeira e escorra em papel absorvente por alguns minutos e transfira para a calda. 

Deixe embeber nesta calda por algumas horas e depois escorra em peneira até parar de pingar.

Enfeite com sementes de gergelim.



3 comments:

  1. Oi, Re,

    Achei o post muito interessante, pois gosto de conhecer os costumes e tradições de outros povos. Quanto ao doce, tenho certeza de que é
    muito saboroso, os ingredientes e a aparência já comprovam, rsrs. Eu costumo colocar pimenta do reino em alguns dos meus biscoitos de especiarias como o Speculatius. O banho na calda costuma deixar bolos e biscoitos macios e deliciosos, não é verdade? Adorei as fotos, ficaram muito graciosas!

    Beijoca.

    ReplyDelete
  2. Oi Re
    Que lindo esse doce, são bonitas as tradições associadas ao calendário lunar (na Índia também tem alguns festivais assim). Vc sabe que aqui em Sampa é fácil encontrar esses ingredientes. Muito caprichada a apresentação, aliás, tenho vindo aqui e acompanhado os desafios do chocolate, desculpa não te deixar um bj, tenho passado apressada.
    Não deu certo o stamper dos cookies, a Amazon só entregaria depois que minha sobrinha tivesse partido. E eles não deisponibilizaram a entrega fast, pois é um artigo pequeno, eu acho. Fica pra próxima, obrigada pela sua ajuda.
    Até tentei em outro site, mas não era confiável e o meu cartão de crédito bloqueou...
    Beijos Re, esse teu blog é uma inspiração, que capricho!

    ReplyDelete
  3. Xará,

    Vivendo e aprendendo com quem tem coisa pra contar!

    Adoro saber das novidades de além mar!

    Desconhecia essa festa, e os docinhos tbm, coisa mais linda, que voce soube reproduzir com perfeição, mais uma vez, congratulations!

    ReplyDelete

Devido ao grande número de mensagens de "spam", Testado, Provado & Aprovado não aceita mais comentários anônimos. Desculpem o transtorno.

Due to the large number of spam messages, Testado, Provado & Aprovado no longer accepts anonymous comments. Sorry for the inconvenience.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...