Wednesday

MACARRÃO DECORADO - Desafio Daring Kitchen - Julho / 2016

27 Jul 2016



Andava com saudades dos desafios Daring Kitchen. O tema deste mês foi irresistível! Nossa anfitriã Dulcie, autora de The Taste Trial nos desafiou a fazer macarrão colorido e decorado! Para colorir, ingredientes naturais como beterraba e espinafre e para decorar, bem, o céu é o limite! Foi muito divertido!



Eu já havia feito macarrão caseiro colorido para um outro desafio há tempos atrás. Os resultados foram excelentes e eu poderia ter usado a mesma receita nesta nova experiência. Porém, resolvi experimentar a sêmola de grano duro. A massa fica bem diferente daquela feita com farinha de trigo  comum, e bem mais fácil de deixar "al dente" na hora de cozinhar.


Aprendi algumas dicas preciosas assistindo ao vídeo de um especialista em massas, Peter Pasta, como por exemplo, a diferença entre semolina e sêmola de grano duro. A sêmola de grano duro nada mais é do que a semolina moída mais fina. Segundo Peter Pasta, a semolina pode sim ser usada para fazer macarrão, mas requer maquinários mais pesados, ou seja, não é muito fácil de se fazer em casa. Para isso, temos a sêmola de grano duro, bem mais fina e fácil de trabalhar.

Outra dica preciosa que aprendi por lá, é o ponto certo da massa. Ela deve ser bem firme. Para conseguir isso, deve-se acrescentar os líquidos depois da farinha, e parar no momento em que a massa ainda está empelotada, mas que se apertada na mão tem liga, parecendo com uma massa de empada.

Usei a batedeira KitchenAid para fazer a massa, sendo que o batedor triangular é o ideal. Depois, usei o acessório para abrir e cortar massas. Claro que você pode fazer tudo sem uma batedeira e seus acessórios, mas confesso que o trabalho ficou bem mais fácil com ela.

Quanto à decoração,  me inspirei no método que encontrei no blog Home Cooking in Montana que por sua vez se inspirou AQUI.

Minha filha foi minha parceira nesta aventura e nos divertimos muito!

A seguir, as cores que experimentamos. O sabor da massa não se altera.


PARA A MASSA BÁSICA

2 ovos
1 e 1/2 xíc. de semola de grano duro
água para dar o ponto ( de zero a 3 colheres de sopa, dependendo do tamanho do ovo)


COMO FAZER NA BATEDEIRA

Coloque a sêmola e os ovos na tigela da batedeira, com o batedor triangular.

Bata em velocidade baixa até que fique empelotado.

Pare a batedeira e pegue um pouco de massa na mão e aperte. Se der boa liga, estará pronto. Se ficar frágil, e quebradiça, acrescente 1 colher de sopa de água. Bata mais um pouco e teste novamente.

Se necessário, repita até obter liga.

Forme uma bola com a massa e reserve.


PARA A MASSA COLORIDA

Substitua um dos ovos por igual volume de:

 Espinafre cozido no vapor e espremido para retirar o excesso de água (para verde);



1/2 beterraba média cozida na panela de pressão até ficar macia, cerca de 40 minutos (para rosa escuro). Depois de cozida e fria, descascar e picar.


Num processador, bata o ovo com o legume escolhido até ficar bem homogêneo. Acrescente à farinha na tigela da batedeira e proceda como na massa básica.


Acrescente à massa básica:

Cúrcuma em pó até chegar à cor desejada (para amarelo)

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Agora, é hora de sovar e abrir a massa. Seguimos o método do Peter Pasta, no vídeo indicado acima.

Dividimos a massa em dois para facilitar o processo.

Usamos o acessório da Kitchen Aid para abrir a massa em sua graduação mais grossa (#1) para sovar a massa, dobrando-a ao meio e passando novamente, até que ficasse lisa, cerca de 5 a 6 vezes.

Repetimos com as outras cores até obter 8 retângulos (2 de cada cor).



Depois que todos estavam abertos, empilhamos desta forma:



Para que ficassem bem aderidos, passamos um pano úmido na superfície da massa antes de acrescentar cada retângulo.

Depois, com o auxílio de uma régua e uma faca grande e bem afiada, aparamos as pontas.



Cortamos o "tablete" formado em tiras de uns 2 cm de largura e viramos para que ficasse com o listrado para cima.



Juntamos as tiras 3 a 3, passando o pano úmido nos lados a serem colados.



Achatamos um pouco com o rolo de massas, para diminuir a espessura e facilitar o uso da máquina de massas.



Passamos pela máquina na espessura mais grossa (#1)



A partir daí, fomos diminuindo a espessura gradativamente, ou seja, passamos a massa pela graduação #2, depois #3, #4 e finalmente #5, que fica bem fina, resultando em longos retângulos de massa listrada e colorida. Lindo efeito!!

Como nosso objetivo era de fazer as "gravatinhas" ou "lacinhos", também conhecidas como "Farfalle", usamos um cortador de pizza para cortar cada triângulo no meio, ao comprido, e depois em pequenos retângulos.



Umedecemos o centro de cada retângulo com o pano úmido e pinçamos o centro, formando os lacinhos.



Neste ponto está pronto e pode ser cozido diretamente, mas se você quiser secar a massa, poderá deixá-la em cima de uma toalha até o dia seguinte, ou mais tempo, dependendo da umidade do local.

Depois de completamente seco, guardar em pote fechado.



Parte da massa, que não virou Farfalle, foi usada para fazer lasanha. A massa foi usada crua, entre recheios de molho de tomate e molho branco, foi ao forno, coberta, por 40 minutos e ficou excelente! Até o listrado apareceu!



As rebarbas da massa foram usadas para brincar....

de abrir no sentido contrário...



de cortar em formato de talharim....



que depois de seco,  podia virar peça de decoração!



Este desafio foi promovido por THE DARING KITCHEN.
As diretrizes e receitas originais você encontra AQUI.



3 comments:

  1. Wow wonderful!!!!
    Thanks for sharing.
    Have a nice day

    ReplyDelete
  2. Oi! Fiz a massa nesse fim de semana, exatamente como a sua receita, ficaram lindos os lacinhos! cozinhei uma parte e deixei secando outra mas em 2 dias elas mofaram :( Moro no Rio, talvez tenha muita umidade aqui. Deixei em aberto, mas não adiantou. Quanto tempo durou sua massa seca? Alguma dica? Da próxima vez acho que vou pré cozinhar e congelar. Abs

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Rogeria,
      Que chato, hein! O meu durou mais do que isso, mas antes de embalar ficou uns 3 dias secando. Não me lembro quanto tempo deixei, mas não foi muito, pois foi logo consumido.
      Nosso clima é muito úmido no Rio. A idéia de congelar é boa, mas não testei. A princípio eu congelaria cru, mas vale fazer uns testes e ver o que funciona melhor.

      Delete

Devido ao grande número de mensagens de "spam", Testado, Provado & Aprovado não aceita mais comentários anônimos. Desculpem o transtorno.

Due to the large number of spam messages, Testado, Provado & Aprovado no longer accepts anonymous comments. Sorry for the inconvenience.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...